segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

COM O FIM DAS COLIGAÇÕES, CIENTISTA ACREDITA QUE CANDIDATOS FARÃO ACORDOS INFORMAIS
João Paulo Fernandes19 fevereiro 0 comentários


A formação de chapa proporcional em coligações chega ao fim esse ano e a mudança, apesar de só valer para 2020, o cientista político, Ítalo Fittipaldi, acredita que com o fim da coligação e a dificuldade para as dobradinhas, alguns candidatos poderão até tentar fazer um tipo de coligação informal, mas explicou que foge a regra.

“Pode acontecer acordo à surdina, mas mesmo assim complica. Não vai ter peso o apoio e nem influenciar em nada”, explicou o professor. A partir de 2020, no lugar das coligações, os partidos com afinidade ideológica poderão se unir em federações. Desse modo, se juntos atingirem as exigências da cláusula de desempenho, não perderão o acesso ao Fundo Partidário e ao tempo de rádio e TV.

A diferença do novo formato é que as legendas terão de atuar juntas como um bloco parlamentar durante toda a legislatura. A ideia é garantir maior coesão entre as agremiações.

Fonte: www.pbagora.com.br
Sobre o Autor "Apenas um rapaz, latino-americano, sem dinheiro no banco sem parentes importantes, vindo do interior..." João Paulo Fernandes Facebook

0 comentários

Postar um comentário