segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

LIRA CONFIRMA EMPENHAMENTO DE R$: 5,5 MILHÕES PARA COMPRA DO PET SCAN
João Paulo Fernandes01 janeiro 0 comentários


O Senador Raimundo Lira (MDB-PB) acabou de confirmar, no início da tarde deste sábado (30), direto do Ministério da Saúde, em Brasília, onde passou toda a manhã, que o órgão empenhou o valor de R$ 5.519.000,00 para a aquisição do Pet Scan que será destinado à Paraíba. O aparelho foi conquistado pelo Senador, após intenso trabalho junto ao Governo Federal.
 
Raimundo Lira passou os últimos dias indo diariamente ao Ministério da Saúde para acompanhar, pessoalmente, o processo de empenhamento dos recursos. Por conta disso, ele inclusive adiou sua vinda à Paraíba neste final de ano. “Eu só queria deixar Brasília quando conseguisse empenhar os recursos e, finalmente, consegui. É um grande marco para a saúde pública da Paraíba”, disse.
 
O aparelho Pet Scan será instalado no Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa, que é referência estadual no tratamento oncológico. Para isso, uma estrutura está sendo construída, com apoio do Governo do Estado, para receber o Pet Scan, que estará à disposição de pacientes de todo o estado para a realização de exames, de forma gratuita – um exame de Pet Scan na rede privada custa hoje algo em torno de R$ 6 mil.
 
“Foi uma luta de quase dois anos para conseguir este grande sonho do Hospital Napoelão Laureano, de ter um equipamento desta importância. Será o primeiro hospital na Paraíba, que atende pelo SUS, que terá um PET Scan. Portanto, a população carente está de parabéns. Eu estou feliz por ter realizado este grande sonho”, comemorou o Senador Raimundo Lira. 
 
PET Scan é a sigla em inglês para a tomografia por emissão de pósitrons (Positron Emission Tomography) e é uma modalidade de diagnóstico por imagem que permite o mapeamento de diferentes substâncias químicas radioativas no organismo.
 
Assessoria de Imprensa
Sobre o Autor "Apenas um rapaz, latino-americano, sem dinheiro no banco sem parentes importantes, vindo do interior..." João Paulo Fernandes Facebook

0 comentários

Postar um comentário