quarta-feira, 25 de outubro de 2017

RC PONTUA AVANÇOS DA PARAÍBA E CRITICA OPOSIÇÃO: "NINGUÉM VAI APOSTAR NO RETROCESSO"
João Paulo Fernandes25 outubro 0 comentários


O governador Ricardo Coutinho voltou a pontuar todos os avanços da Paraíba, mesmo em meio à crise econômica e política por que passa o país e aproveitou para rechaçar setores da oposição na Paraíba. Antes o governador ressaltou que a crise implantada no país foi, em boa parte, criada pelos atuais representantes da esfera federal, que não tiveram compromisso com a coisa pública.

“Quem sair fortalecido ou incólume dessa situação louca que o Brasil atravessa vai sair muito mais forte, e a Paraíba vai sair incólume e vai sair muito mais forte”, disse.

No tocante às eleições de 2018, Ricardo voltou a ressaltar o nome do PSB como a melhor opção. Ele acredita que a população não vai apostar nem no retrocesso nem na ineficiência, caso contrário fará o Estado quebrar.

“Acredito demais nesse projeto, afinal ninguém é bobo. Todo mundo sabe o que é, o que era e o que precisa ser. As pessoas provaram daquilo que tenha sido melhor. Eu não creio que a população vá apostar em aventuras, em ineficiências, eu não creio que ela vá apostar em gente que não tem compromisso com a republicanidade dos atos, creio que não vá apostar em gente que não respeita aquilo que não lhe pertence, aquilo que é público, e ninguém se iluda não. Esse estado ele tem tudo isso porque tem um respeito muito grande pelo dinheiro do povo. Se não tiver respeito não se faz, até porque o dinheiro é curto. Nós somos um estado muito pobre. A Paraíba não está entre os ricos, está nos pobres e acho que PB ganhou planejamento, visão a médio e longo prazo. A Paraíba criou uma relação muito mais respeitosa entre governo e política, mais honrosa e construtiva”, disse.

E continuou: “Acho que demos uma boa contribuição a política e as pessoas reconhecem isso e estarão na linha de frente para não permitir o retrocesso ou então qualquer aventura de ineficiência chegue ao Governo. Imagina se alguém ineficiente pega tudo isso e expõe um desalinhamento entre a capacidade do Estado. Esse estado quebraria. Com a gente aqui tenho a certeza que haverá continuidade desse processo de mudanças”, arrematou.


Fonte: www.pbagora.com.br
Sobre o Autor "Apenas um rapaz, latino-americano, sem dinheiro no banco sem parentes importantes, vindo do interior..." João Paulo Fernandes Facebook

0 comentários

Postar um comentário