segunda-feira, 13 de março de 2017

CÚPULA DO CONGRESSO DISCUTE MUDANÇAS NO SISTEMA ELEITORAL
João Paulo Fernandes13 março 0 comentários


As principais lideranças do Senado e da Câmara se reuniram neste domingo (12) na residência oficial de Rodrigo Maia (DEM-RJ) e discutiram, entre outros assuntos, mudanças no sistema eleitoral.

No encontro, Rodrigo Maia defendeu aos presentes o voto em lista fechada como saída - e disse ver o "ambiente crescendo" na Câmara para retomar o assunto. A proposta já foi derrotada em 2015. 

Estavam no encontro o presidente do Senado, Eunicio Oliveira (PMDB-CE), os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), José Agripino (DEM-RN) e Aécio Neves (PSDB-MG). Da Câmara, estava o líder do governo Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). 

O ministro Moreira Franco (Secretaria de Governo), o ministro do STF Gilmar Mendes e a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB-MA) também passaram pela residência oficial. 

A avaliação dos parlamentares é que, sem recursos de empresas, o financiamento das eleições de 2018 será uma incógnita.

Os políticos não sabem como (nem se) sobreviverão politicamente após o detalhamento nas delações da Odebrecht de como eram feitos os financiamentos de campanha. 

Os parlamentares já tiveram uma prévia com os depoimentos da Odebrecht na ação do Tribunal Superior Eleitoral. A revelação de caixa dois nas campanhas e agora o entendimento do Supremo Tribunal Federal de que caixa um pode ser propina aceleraram as discussões nos bastidores por saídas políticas para a crise.


Uma das ideias é ressuscitar o debate sobre o voto em lista fechada - quando o eleitor vota na lista do partido, e não mais no candidato. 

Outra proposta ainda em discussão é a aprovação de uma blindagem do caixa um e uma anistia ao caixa dois. 

Hoje, deputados da comissão da reforma política vão conversar com o ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral, sobre propostas para a reforma política.

Fonte: G1
Sobre o Autor "Apenas um rapaz, latino-americano, sem dinheiro no banco sem parentes importantes, vindo do interior..." João Paulo Fernandes Facebook

0 comentários

Postar um comentário