quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

AS OPÇÕES DO GOVERNADOR RICARDO COUTINHO PARA 2018
João Paulo Fernandes28 dezembro 0 comentários

Ricardo Coutinho e o deputado Gervásio Maia

Aprovado por mais de 80% dos paraibanos, conforme as últimas pesquisas divulgadas, o governador Ricardo Coutinho vive hoje, certamente, o melhor momento de sua vitoriosa trajetória política. E, com todo esse cacife eleitoral, terá o privilégio de escolher em qual posição jogar nas eleições de 2018.

Se preferir seguir a tradição, Ricardo disputará, com chances reais de vitória, uma vaga ao Senado, posto almejado pela maioria da classe política, dado o prestígio que goza um senador no Brasil.

Ricardo também tem a opção de concluir o mandato de governador e ser peça chave para o sucesso do seu agrupamento político em 2018. Ficando no cargo até o fim, terá grandes chances de eleger o sucessor e, dependendo de como se mover a oposição, os dois senadores.

Com Ricardo permanecendo no mandato, passam a ser significativas as chances de o deputado estadual Gervásio Maia Filho vir a ser o escolhido pelo PSB para disputar o Governo do Estado em 2018, pois, além de poder concorrer ao Palácio da Redenção no comando da Presidência da Assembleia Legislativa, ele terá a o cabedal de obras e ações da gestão socialista para ‘vender’ também como suas.


Ricardo ainda pode decidir ousar e dar um voo mais alto. Como bem revelou em entrevista à imprensa paraibana o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, o governador paraibano pode figurar numa chapa presidencial, seja na condição de candidato a presidente ou de vice. Tamanho político e portfólio de obras para mostrar durante a campanha ele tem de sobra.

Como 2018 está distante, por hora é cedo para fazer afirmações precisas quanto ao destino que Ricardo seguirá. A única certeza no momento é que o governador tem tudo para se sair bem nas urnas nas próximas eleições, seja disputando votos, seja como principal cabo eleitoral do seu agrupamento político.


Fonte: www.paraibaja.com.br
Sobre o Autor "Apenas um rapaz, latino-americano, sem dinheiro no banco sem parentes importantes, vindo do interior..." João Paulo Fernandes Facebook

0 comentários

Postar um comentário