domingo, 2 de agosto de 2015

DOMINGUINHOS CRITICA GOVERNO DO ESTADO, FALA SOBRE FALTA D'ÁGUA, INVESTIMENTOS E FOLHA DE PAGAMENTO DA PMPI
João Paulo Fernandes02 agosto


O prefeito da cidade de Princesa Isabel-PB, Domingos Sávio Maximiano Roberto (Dominguinhos), concedeu entrevista ao programa Microfone Aberto, na Rádio Princesa AM, neste domingo (02). No programa de uma hora de duração, o prefeito respondeu os seguintes temas relacionados ao município: falta d'água, folha de pagamento dos servidores, investimentos, estrutura administrativa e sucessão municipal.  

FALTA D'ÁGUA

"Nós estamos bancando sozinhos a água para o povo de Princesa. O Governo do Estado não tomou nenhuma medida efetiva, somente promessas. somente algumas perfurações de poços sem distribuição. Se estivéssemos esperando pelo Governo do Estado para ter água, estaríamos todos mortos."

FOLHA DE PAGAMENTO

"Todas as folhas de pagamento da Educação estão em dia. Tudo foi efetuado sexta-feira (31). Quando acontece atraso é por falta de dinheiro e jamais cometeria desumanidade tendo dinheiro em caixa. Temos atraso na folha da SEINFRA, mas, estamos nos esforçando para colocar em dia." 

INVESTIMENTOS

" Estamos concluindo trâmites burocráticos para dar início as obras de calçamento. Estou indo à João Pessoa e Brasília para pedir celeridade. Também estamos aguardando a liberação de recursos de emenda parlamentar para a reforma da praça Natália do Espírito Santo. Isso está previsto para Novembro deste ano."

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA

Temos uma quantidade necessária de secretarias. Todas tem funcionalidade e são necessárias para a vinda de recursos específicos."

SUCESSÃO MUNICIPAL

" É importante tratar 2016 apenas em 2016. Mas temos nomes competitivos à exemplo de Dr. Sídney que está apto e pode ser nosso candidato. Estamos também vendo a legalidade do meu nome, pois, há um dispositivo na Lei que abre esta possibilidade." -  finalizou.




POLITICA 24h
FOTO: www.duartelima.com.br




Sobre o Autor "Apenas um rapaz, latino-americano, sem dinheiro no banco sem parentes importantes, vindo do interior..." João Paulo Fernandes Facebook