quarta-feira, 19 de julho de 2017

RÁDIO TABAJARA E TV MASTER: PREFEITO RICARDO FAZ BALANÇO DA GESTÃO E AGRADECE AO GOVERNO DO ESTADO OS INVESTIMENTOS NA REGIÃO DE PRINCESA
João Paulo Fernandes19 julho 0 comentários

Prefeito Ricardo Pereira e o apresentador Alex Filho

Em entrevistas concedidas nesta quarta-feira (19) a Rádio Tabajara e logo após a TV Master, em João Pessoa – PB, o prefeito de Princesa Isabel, Ricardo Pereira (PSB) fez um balanço dos seis primeiros meses de gestão. Pereira falou sobre os desafios enfrentados e as medidas tomadas que resultaram em equilíbrio da máquina, pagamento dos salários dentro do mês trabalhado e fluxo financeiro no comércio local. “Tomamos medidas severas para equilibrar financeiramente o município...entre as medidas, estão o enxugamento da máquina administrativa e o controle rigoroso dos gastos públicos.” 

Ricardo Pereira também falou da importante parceria entre Estado e municípios, agradeceu a atenção do governador Ricardo Coutinho com a região e citou os investimentos realizados pelo Governo da Paraíba, na Serra do Teixeira. “O governo tem sido um importante parceiro dos municípios...o Pacto Social é um exemplo do compromisso da gestão de Ricardo Coutinho com toda a Paraíba...Na região da Serra do Teixeira todos os municípios foram contemplados com importantes investimentos e isso têm possibilitado avanços e nas áreas de saúde, educação e infraestrutura há significativa melhora...isso só foi possível pelo modo exemplar de Ricardo Coutinho governar – um modelo a ser seguido.”

Foto: Ricardo Pereira

sábado, 15 de julho de 2017

TRÓCOLLI JR É RECEBIDO POR EX-VEREADORES EM PRINCESA ISABEL
João Paulo Fernandes15 julho 0 comentários


O deputado estadual Trócolli Júnior (PMDB) esteve em Princesa Isabel neste sábado (15) e foi recepcionado pelos ex-vereadores Sebastião Rogal e Pacelli Mandú, ambos do PSDB.

Apesar de Princesa Isabel não ser um dos dos principais redutos eleitorais do deputado Trócolli, ele é bem votado no município; nas eleições de 2014, obteve 312 votos. 


Foto: Trócolli Júnior


  

sexta-feira, 14 de julho de 2017

RICARDO ASSINA ADESÃO AO SELO UNICEF, ANUNCIA KIT BEBÊ E TRATAMENTO ESPECIALIZADO PARA ÚLCERAS
João Paulo Fernandes14 julho 0 comentários



Em uma cerimônia realizada na manhã desta sexta-feira (14), o prefeito da cidade de Princesa Isabel, Ricardo Pereira (PSB), assinou a adesão do município ao Selo Unicef - Edição 2017 / 2020. o gestor falou do empenho do município para resgatar os critérios exigidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). "Nosso governo vem realizando grandes esforços para preenchimento dos critérios que servem de base para o resgate do nosso Selo Unicef perdido em 2016...Estamos investindo em Educação, cuidado e proteção às nossas crianças e adolescentes e, diante disso, temos a confiança que vamos resgatar o Selo no município." - finalizou.

NO GABINETE

 Ainda focado na pauta Selo Unicef, o prefeito Ricardo anunciou que, nos próximos dias, lançará o "Kit Bebê". Trata-se de um enxoval que será garantido às gestantes que cumprirem critérios que assegurem uma gravidez saudável, como, por exemplo, o cumprimento integral das consultas e protocolos do Pré-Natal.

Ricardo encerrou a entrevista falando sobre o inédito tratamento especializado oferecido pelo município para úlceras varicoses. Hoje, foram atendidos aproximadamente 30 pacientes no Hospital São Vicente de Paulo.

Sobre a agenda do especialista em curativos de úlceras, os pacientes devem procurar o Hospital São Vicente de Paulo.
  

CÁSSIO GARANTE QUE PSDB NÃO NEGARÁ LEGENDA A ROMERO PARA DISPUTAR O GOVERNO DO ESTADO
João Paulo Fernandes14 julho 0 comentários


O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) garantiu que o PSDB não negará legenda ao prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues caso ele decida ser candidato ao Governo do Estado nas eleições de 2018. No entanto, o senador deixou claro que essa decisão será tomada em comum acordo com todos os partidos que compõem a oposição. “Romero tem toda uma trajetória politica e, somando a isso, está fazendo uma boa administração em Campina”, justificou o senador durante entrevista a um programa de TV da Capital nesta sexta-feira (14).
Mesmo afirmando que apoiará Romero Rodrigues para o Governo do Estado, o senador lembrou que as oposiçôes têm outros nomes a exemplo do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo, do senador José Maranhão, do deputado Aguinaldo Ribeiro e do prefeito de Guarabira Zenóbio Toscano “e até mesmo do meu nome que também coloco a disposição do partido e não furtarei caso seja o escolhido para disputar o Governo do Estado” completou o senador.
Na opinião do senador tucano, nenhum partido tem hegemonia política para ganhar uma eleição sozinho ‘daí mais um motivo para lutarmos pela união das oposições e temos como exemplo disso as eleições de 2014 quando vencemos no primeiro turno e no segundo o PMDB deixou a aliança e decidiu apoiar o governador Ricardo Coutinho que ganhou o pleito”, justificou.
Em nível nacional, Cássio Cunha Lima afirmou que o PSDB também tem bons quadros para disputar a Presidência da República e entre os nomes ele citou Geraldo Alckmin e José Serra. Com relação ao senador Aécio Neves, Cassio disse que ela terá muito trabalho pela frente para cuidar da sua defesa, mostrar e provar com clareza a sua inocência. 
Fonte: www.paraiba.com.br

RICARDO SE REÚNE COM LULA EM SP E DISCUTE MOMENTO POLÍTICO DO BRASIL
João Paulo Fernandes14 julho 0 comentários


Um dia após ser condenado pelo juiz Sério Moro por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o ex-presidente Lula (PT) se reuniu na tarde desta quinta-feira (13) com o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB).

No encontro, que aconteceu em São Paulo, foi discutido o atual cenário político do país e acertado os detalhes da viagem de Lula à Paraíba, prevista para acontecer em agosto, quando o petista espera visitar as obras do Eixo Norte da Transposição do Rio São Francisco.

Recentemente, o ex-presidente afirmou em entrevista a Rádio Arapuan que gostaria de contar com a presença de Ricardo disputando uma das vagas ao Senado Federal.

Fonte: www.paraiba.com.br

quinta-feira, 13 de julho de 2017

PRINCESA SOLIDÁRIA: BELÉM DE MARIA-PE, RECEBE DONATIVOS ENVIADOS PELA SOCIEDADE PRINCESENSE
João Paulo Fernandes13 julho 0 comentários



A cidade de Belém de Maria, no agreste pernambucano, recebeu na manhã desta quinta-feira (13) os donativos enviados pela cidade de Princesa Isabel, através da campanha “Princesa Solidária”. O prefeito Ricardo Pereira, idealizador da campanha, representou, junto com sua comitiva, o município durante a entrega das 350 cestas básicas, roupas e agasalhos.

A comitiva foi recepcionada pelo vice-prefeito, Beto do Sargento, ex- prefeito Rolph Eber Casale, secretários de governo e representantes do Posto da Defesa Civil. Rolph Casale agradeceu ao povo de Princesa Isabel pelo grande gesto de solidariedade e disse que os cidadãos belenenses não esquecerão desse momento fraterno. “Expressamos de maneira muito sincera nossa gratidão ao povo de Princesa Isabel! ... Prefeito Ricardo, leve essa mensagem aos princesenses...o gesto de solidariedade, fraternidade jamais será esquecido pela nossa gente! Leve o nosso abraço e agradecimento a Princesa Isabel” – finalizou.


Belém de Maria foi uma das cidades mais afetadas pela cheia do Rio Panelas. A Defesa Civil de Pernambuco interditou mais de 700 residências.



















terça-feira, 11 de julho de 2017

CIENTISTA POLÍTICO EXPLICA COMO DEVE SER O COMPORTAMENTO DO ELEITOR PARAIBANO EM 2018 DIANTE DA CRISE
João Paulo Fernandes11 julho 0 comentários


Diante da falta de credibilidade dos políticos, a saída para os candidatos que irão buscar um mandato em 2018 será a boa avaliação pessoal. Especialistas acreditam que os indivíduos vão assumir protagonismo até maior do que deveriam. Em meio aos escândalos de corrupção, em que até o presidente da República é acusado de receber propina para favorecimento de grupos empresariais, os eleitores irão priorizar as qualidades de cada candidato, sem observar, necessariamente, a qual legenda ele é filiado.

Segundo o professor e cientista político Fábio Machado, evidências mostram que em função da inércia dos partidos perante a população enquanto instituição, as pessoas devem votar em quem conhecem, optando assim pelo individualismo. “Os eleitores irão adotar critérios personalíssimos para escolher o seu candidato nas eleições do próximo ano. Vão analisar a vida do cidadão para então confiar o voto”, disse.

O professor lembra que isso acontecerá pelo distanciamento dos partidos. De acordo com ele, é preciso que as legendas se reinventem, que mostrem mais interesse com pautas constantes de proximidade junto da população. “O tempo até a eleição do próximo ano é curto, mas vale a pena iniciar imediata mente uma reformulação de quadros e principalmente de pautas para serem trabalhadas com o povo”, afirmou.

Outro ponto destacado pelo professor para que os partidos ganhem um pouco mais de confiança dos eleitores, é quanto a filiação partidária. Ele acredita que é preciso ampliar o processo de oxigenação das siglas. “Vemos que esses partidos são formados na sua maioria por caciques antigos, por famílias. É preciso colocar gente nova, apostar na juventude e em pessoas que tenham trabalhos e compromissos sociais”, explicou.


Fonte: www.pbagora.com.br

segunda-feira, 10 de julho de 2017

HERVÁZIO DIZ QUE PISTAS APONTAM JOÃO AZEVEDO COMO CANDIDATO DO PSB EM 2018: "PREFERÊNCIA DE RC"
João Paulo Fernandes10 julho 0 comentários


O líder do governo na Assembleia Legislativa, Hervázio Bezerra (PSB), comentou em entrevista ao programa Rádio Verdade da Arapuan FM, nesta segunda-feira (10) que pelas pistas que ele tem recebido do governador Ricardo Coutinho (PSB), o candidato do partido será o secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia, João Azevedo. Hervázio também ratificou o desejo de Ricardo permanecer no governo até o final do mandato.
"João Azevedo é o candidato? Eu não sei", afirmou Hervázio, mas acrescentou que pelas pistas há uma tendência e preferência do governador pelo secretário. "Por 'n' razões eu sinto isso, mas ele nunca me disse, só sentimos isso", disse.
No final de semana, João Azevedo participou do encontro regional do PSB e fez um discurso político ao falar sobre o projeto do partido.
"Todos sabem que para continuar esse projeto indiscutivelmente respeitando todo e qualquer nome, o escolhido seria João, mas pode haver uma mudança na postura. A partir do momento que ele diz que é candidato, a rotina de sua vida vai mudar. O maior adversário que temos hoje são as convenções", continuou Hervázio apontando que os nomes só serão definidos em agosto de 2018, ou seja, ainda falta mais de um ano. Ele também lembrou que em menos tempo que isso, a oposição já especulou diversos outros nomes partindo de Cássio, passando por Cartaxo até chegar em Romero. 

Fonte: www.paraiba.com.br

CÚPULA DO PSDB SE REÚNE HOJE PARA DISCUTIR APOIO AO GOVERNO TEMER
João Paulo Fernandes10 julho 0 comentários


A cúpula do PSDB marcou uma reunião para a noite desta segunda-feira (10) em São Paulo para decidir sobre a manutenção ou não do apoio ao governo de Michel Temer (PMDB). A reunião acontece após Temer ter sido denunciado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pelo crime de corrupção passiva. O encontro será às 19h30 no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo.
 
O primeiro a confirmar presença na reunião foi o prefeito da cidade de São Paulo, João Doria. A assessoria de imprensa do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso confirmou que ele também estará presente na reunião. Deverão participar ainda do encontro deputados e senadores do PSDB.
 
O Palácio dos Bandeirantes é a residência oficial do governador de São Paulo e o encontro estaria sendo articulado pelo governador Geraldo Alckmin. A assessoria de imprensa de Alckmin, no entanto, não confirma oficialmente a realização do evento e afirma que eventos partidários são atividade particular e não relacionadas ao governo estadual.
 
Também é esperada a presença do presidente interino do partido, Tasso Jereissati. Outro que também estará presente no encontro é o deputado federal pelo PSDB Ricardo Tripoli, que está em São Paulo desde sexta-feira (7). Ele só retornará a Brasília na manhã de terça-feira (11), informou a assessoria de imprensa.
 
Reformas
No domingo (9), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou que não há "nenhuma razão" para que o PSDB permaneça na base do governo do presidente Michel Temer após a definição do andamento das reformas trabalhista, previdenciária e política. 

A votação da reforma trabalhista no Senado está prevista esta terça-feira (11). A reforma da Previdência chegou a ser votada em comissão especial, mas travou depois do agravamento da crise política.
 
Já o prefeito João Doria disse não defender que o partido se mantenha no governo. Governador e prefeito participaram na manhã de domingo de evento em comemoração à Revolução Constitucionalista de 1932.
 
Alckmin destacou que já havia dito anteriormente que o PSDB não deveria ter cargos no governo. Desta vez, o governador disse que o partido “deverá encerrar’ o período de permanência na base aliada.
 
“Hoje, o que nós devemos fazer? Aguardar o término das reformas. Terça-feira agora é a (votação da) reforma trabalhista, ela poderá ser aprovada no Senado. E aí vai à sanção presidencial. Também a reforma previdenciária a gente vai saber em pouco tempo se ela vai prosperar ou não. E a reforma política também tem data. Depois disso, eu vejo que não tem nenhuma razão para PSDB participar do governo”, declarou.
 
Preço altíssimo
Na última sexta-feira (7), outro cacique tucano, o senador Cássio Cunha Lima (PB), disse que o PSDB paga um preço "altíssimo" ao manter apoio ao governo "mais impopular da história". Segundo ele, seis dos sete deputados do PSDB na CCJ vão votar pela admissibilidade da denúncia contra Temer. 
 
Para Cunha Lima, o partido deve ficar "ao lado" de seus parlamentares e deixar os "cargos confortáveis" que possui no governo.
 
Já o presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), declarou que Temer estava perdendo a capacidade de governar o país. Tasso também disse que Rodrigo Maia teria condições de reunir os partidos em uma eventual transição até 2018.
 
Denúncia
No último dia 27, o governador Geraldo Alckmin defendeu que o PSDB haja com “serenidade” sobre a posição do partido depois da denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer (PMDB). “É preciso entender que denúncia não é condenação. Nós não podemos estar antecipando condenação”, disse o tucano.
 
A declaração tinha sido dada um dia após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentar ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúncia contra Temer e ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.
 
Além da condenação, Janot pede a perda do mandato de Temer, “principalmente por ter agido com violação de seus deveres para com o Estado e a sociedade”. É a primeira vez que um presidente da República é denunciado ao STF no exercício do mandato.

Fonte: www.parlamentopb.com.br

HUGO MOTTA DEFENDE CANDIDATURA DO PMDB E REALINHAMENTO DE PARTIDOS DA BASE DO GOVERNO
João Paulo Fernandes10 julho 0 comentários


O deputado federal Hugo Motta (PMDB) voltou a defender na última sexta-feira (7), em João Pessoa, o protagonismo do PMDB nas eleições do próximo ano. Para Hugo, o partido precisa discutir as eleições de 2018 carimbando o nome que vai disputar o governo. Ele também defende o alinhamento da legenda com os partidos que formam o arco de aliança do governador Ricardo Coutinho.
“Defendo que o PMDB tenha um alinhamento direto e conversando com os partidos que fazem o arco de aliança de apoio a Ricardo, porque historicamente o PMDB tem nos maiores municípios do Estado uma rivalidade com o PSDB”, justificou Hugo, ao ressaltar que não tem nada contra o prefeito Luciano Cartaxo (PSD), com quem o partido está aliado atualmente.
Para o peemedebista, o nome do senador José Maranhão é o mais forte para disputar o governo. Ele também defende o nome do senador Raimundo Lira para a reeleição ao Senado. “O PMDB tem o nome do senador Maranhão e de Lira para o Senado. Um leque de alianças poderá ser formado para ter uma candidatura ao governo do Estado”, defendeu.
Sobre o desejo de reaproximar o PMDB do PSB, Hugo ressalta que esta aliança é a que mais representa os propósitos do partido. “Historicamente sempre tivemos o propósito de fazer um enfrentamento a esses partidos que disputam contra o PMDB nas maiores cidades. Defendemos que esses partidos possam voltar a conversar, possam se realinhar e voltar a fazer uma aliança para a eleição do ano que vem”, defendeu.

Fonte: www.patosonline.com.br

PREFEITOS RECLAMAM DE QUEDAS NA 1ª PARCELA DO FPM DE JULHO
João Paulo Fernandes10 julho 0 comentários


A Paraíba receberá R$ 60.208.971,29, o que representa uma queda de 11% em relação ao mesmo período de 2016

Os municípios paraibanos recebem, nesta segunda-feira (10), a primeira parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), referente ao mês de julho de 2017. O repasse total será de R$ 1.916.691.924,66, já descontada a dedução do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, o montante é de R$ 2.395.864.905,83. A Paraíba receberá R$ 60.208.971,29, o que representa uma queda de 11% em relação ao mesmo período de 2016.
Ao contrário da Paraíba, os dados gerais do FPM mostram que o 1º decêndio de julho de 2017, comparado com mesmo período de 2016, teve um crescimento de 10,70% em termos nominais, ou seja, desconsiderados os efeitos da inflação. O valor real do repasse do 1º decêndio de julho em relação ao mesmo decêndio de 2016 apresentou um crescimento real de 8,04%, isto é, levando em conta as consequências da inflação.
O montante de FPM repassado ao longo de 2017, até o momento, totaliza R$ 53,345 bilhões, o que corresponde a um aumento de 11,62% em relação ao transferido aos Municípios no mesmo período do ano anterior, sem considerar os efeitos da inflação.
Vale ressaltar que este montante leva em consideração o repasse de 1% de julho previsto na Emenda Constitucional nº 84/2014. Em 2016, o governo federal teve um entendimento equivocado da emenda e, por isso, o repasse efetivo foi de 0,75%. Em 2017, é a primeira vez que o repasse é integral de 1%.
Se considerados os efeitos da inflação, o fundo acumulado em 2017 apresenta crescimento de 7,28% em relação ao mesmo período do ano anterior

Fonte: wwwpagina1pb.com.br

domingo, 9 de julho de 2017

AÉCIO FAZ AMEAÇA A CÁSSIO E COBRA LEALDADE, REVELA O GLOBO
João Paulo Fernandes09 julho 0 comentários


O jornalista Lauro Jardim revelou neste domingo (9), em sua coluna veiculada na versão online do jornal O Globo, que senador Aécio Neves (PSDM-MG) não anda satisfeito com o seu colega de partido, Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), que atualmente é vice-presidente do Senado Federal.


A coluna é curta e bem contudente. “Ao apresentar argumentos de por que não deveria ser abandonado, Aécio Neves foi especialmente duro com Cássio Cunha Lima e Tasso Jereissati. Lembrou que tem ótima memória”, diz texto da publicação.

A nova fase das delações da construtora Andrade Gutierrez terá como foco principal o senador Aécio Neves (PSDB-MG), segundo o mesmo jornalista.

O controlador Sergio Andrade contará como a empreiteira pagou propinas pela participação da Cemig na hidrelétricas de Santo Antônio, no Rio Madeira, a Aécio e Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a dupla que se uniu no golpe contra a democracia brasileira.

A Andrade também indicou um executivo para esquadrinhar todas as propinas pagas na construção da Cidade Administrativa de Minas Gerais, maior obra da gestão tucana em Minas.

O tucano mineiro já é o recordista em inquéritos na Lava Jato e terá novos problemas judiciais pela frente. Atualmente, sua irmã Andrea e seu primo Fred Pacheco estão em prisão domiciliar, em razão do caso JBS, em que foram flagrados negociando e recebendo R$ 2 milhões, em nome de Aécio.

Fonte: www.paraibaja.com.br

LÍDER DO GOVERNO VÊ ESFRIAMENTO NA PRÉ-CAMPANHA DE CARTAXO MOTIVADO POR DENÚNCIAS DA LAGOA
João Paulo Fernandes09 julho 0 comentários


Socialista também avalia fortalecimento de Cássio na disputa com permanência de Ricardo no governo

O líder do governo na Assembleia Legislativa da Paraíba, Hervázio Bezerra (PSB), comentou na última semana, em entrevista ao programa Correio Debate (98,5 FM), as mudanças constantes no cenário que se desenha para 2018 e as implicações, para a oposição, da decisão do governador Ricardo Coutinho (PSB) de permanecer no governo até o fim do mandato.  

Hervázio destacou o sobe e desce das lideranças da oposição, ocasionado especialmente por denúncias, e considerou tímida a pré-campanha do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, prejudicada pelas denúncias contra as obras da Lagoa.
“Há 90 dias o candidato em potencial da oposição indubitavelmente, indiscutivelmente era Cássio Cunha Lima […] Veio aquela história da Lava Jato com a Cagepa, Cássio deu uma mergulhada. Aí emergiu Luciano Cartaxo […] Começou uma pré-campanha em ritmo bastante acelerado, veio a Lagoa e houve um esfriamento […]Romero Rodrigues sentindo o vácuo e no oportunismo político, não pessoal, disse estou aqui e estou pronto. Ganhou a simpatia do PSDB e entrou em campo pesado”, historiou Hervázio.
Para o socialista, o maior favorecido com a decisão do governador de permanecer no cargo é o senador Cássio Cunha Lima (PSDB). “Fica aí a mosca na orelha da oposição, inclusive do senador Cássio, que eu tenho que concordar integralmente com avaliações feitas no programa (Correio Debate). Ricardo ficando, Cássio ganha uma energia forte. É aquela história sobre o segundo voto, a força do primeiro com a influência do segundo. De repente o cara gosta de Ricardo e vota em Ricardo, gosta também de outro cara que integra a nossa chapa e poderia complicar a vida de Cássio pela rejeição que ele tem”, supõe.
Fonte: www.blogdogordinho.com.br

sábado, 8 de julho de 2017

LISTA DE PRÉ-CANDIDATOS DO PSB À ALPB INCLUEM CIDA RAMOS E DENISE ALBUQUERQUE
João Paulo Fernandes08 julho 0 comentários


Encontro reuniu principais lideranças sertanejas do partido

O encontro regional do PSB em Cajazeiras, que reuniu lideranças de todo o Estado e, principalmente as sertanejas, teve como ponto máximo o lançamento da lista de pré-candidatos do partido para a Assembleia Legislativa da Paraíba.
A lista de pré-candidatos a deputado estadual pelo partido confirmada na reunião, que aconteceu na sede da Câmara dos Dirigentes Lojistas da cidade, inclui Hervázio Bezerra, Jeová Campos, Estela Bezerra, Ricardo Barbosa, Buba Germano, Adriano Galdino e Zé Paulo, que tentarão a reeleição, além da ex-prefeita Cajazeiras, Denise Albuquerque, a de Pombal, Pollyanna Dutra, a secretária do Desenvolvimento Humano do Governo do Estado, Cida Ramos, o prefeito de Bananeiras, Douglas Lucena, o secretário executivo de Planejamento, Orçamento e Gestão do Estado, Fábio Maia, que tentarão vaga na ALPB pela primeira vez.
O evento contou com as principais lideranças do partido no Estado, a exemplo do governador Ricardo Coutinho (PSB), os secretários João Azevedo e Buba Germano, além do presidente da ALPB, Gervásio Maia.

Fonte: www.wscom.com.br

CÁSSIO DIZ QUE PSDB PAGA UM PREÇO MUITO ALTO POR APOIAR TEMER
João Paulo Fernandes08 julho 0 comentários


mbora tenha procurado atenuar versões que lhe foram atribuídas de que o País teria um novo presidente em 15 dias – “na verdade, foi força de expressão” – o senador paraibano Cássio Cunha Lima, primeiro vice-presidente do Senado, enfatizou nas últimas horas que o seu partido, o PSDB, tem pago um “preço altíssimo” por manter o apoio ao governo do peemedebista Michel Temer, que, conforme repetiu, é extremamente impopular. Para Cássio, se o PSDB ouvisse a voz rouca das ruas já teria deixado o governo de Temer, “cuja situação é reconhecidamente insustentável”.
– A constatação que se faz é que o presidente Temer tem uma dificuldade de popularidade, é um governo bastante impopular, não tem apoio dos setores organizados e até desorganizados da sociedade, da grande imprensa, e se sustenta apenas no seu apoio parlamentar – expressou Cunha Lima, adiantando que outros expoentes do seu partido, que ainda é aliado do governo Temer, compactuam com sua opinião, a exemplo do presidente interino da agremiação, o senador Tasso Jereissati. O próprio Cássio fez questão de convocar uma entrevista coletiva no Salão Azul do Senado, que dá acesso ao plenário da Casa, para esclarecer seu posicionamento e colocar os pingos nos is, como deixou claro.
Enquanto Cássio insiste na tecla do rompimento de partidos com o governo Temer, outros parlamentares são mais cautelosos. O senador Raimundo Lira, líder do PMDB no Senado, acha que não deve haver precipitação e que é preferível aguardar-se o desenrolar dos acontecimentos. A maioria dos parlamentares, conforme ele, está disposta a somente se posicionar sobre o assunto quando tiver acesso às alegadas provas contra o presidente Michel Temer. O deputado federal Wilson Filho, do PTB, coordenador da bancada paraibana na Câmara, disse que seus colegas estão preocupados mas alertou que a maioria pretende aguardar a documentação da Procuradoria Geral da República com as denúncias, para uma análise mais acurada. O líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro, do PP da Paraíba, revelou que pretende reunir a bancada da agremiação na terça-feira próxima.
O deputado federal peemedebista Hugo Motta não negou a existência de uma debandada de parlamentares da base do governo, mas opinou, pessoalmente, que qualquer declaração contra Temer pode ocasionar prejuízos ao crescimento econômico do Brasil. “O processo está no início e não dá para fazer previsão ainda. O presidente tem confiança na inocência dele”, justificou Motta. Rômulo Gouveia, presidente estadual do PSD, adota a cautela de Wilson Filho. “Temos que ser coerentes, pois vamos atuar como magistrados, daí a necessidade de conhecermos em profundidade o teor das acusações”.
Fonte: Nonato Guedes, com agências e informações do “Correio da Paraíba”

"DISCUSSÕES SOBRE 2018 SÓ EM 2018",DIZ SECRETÁRIO IRAM PINTO
João Paulo Fernandes08 julho 0 comentários


Em entrevista concedida ao Programa Agora é Hora, na Rádio Princesa AM, o Secretário Executivo e de Articulação Política de Princesa Isabel, Iram Carneiro Pinto, disse que qualquer discussão sobre as eleições de 2018 não são oportunas neste momento. Segundo Iram, o governo está focado na resolução dos problemas do município e a prioridade é trabalhar para que a cidade se desenvolva. "O prefeito Ricardo está comprometido com o trabalho e desenvolvimento do município...Trataremos 2018 somente em 2018." 

Política 24h 



quarta-feira, 5 de julho de 2017

HUGO MOTTA PRIORIZA NA LDO CUSTEIO DO CENTRO DE ONCOLOGIA, RAMAL PIANCÓ E DUPLICAÇÃO DA BR-230
João Paulo Fernandes05 julho 0 comentários


O deputado federal Hugo Motta incluiu na Lei de Diretrizes Orçamentárias 2018, emenda para o custeio do Centro de Oncologia de Patos, para a duplicação da BR 230 e construção do Ramal Piancó, trecho componente da Transposição do Rio São Francisco.
"Enquanto parlamentar precisamos definir as metas e prioridades de investimento. Enquanto representante do nosso estado, preciso olhar para o interior e lutar para que o desenvolvimento aconteça em todo o território paraibano", destacou Hugo Motta.
O parlamentar afirmou ainda que lutará até ver os investimentos chegando e beneficiando a população. "O Centro de Oncologia é uma grande vitória para o nosso povo. Sempre foi e continuará sendo uma das principais bandeiras do nosso mandato. Já a construção do Ramal Piancó fará justiça a uma região que sempre sofreu muito com a falta de água. Essa obra, em conjunto com a duplicação da BR 230, auxiliará ainda no crescimento econômico e geração de emprego e renda  na região", concluiu.

Fonte: www.patosonline.com.br

"MINHA VONTADE É QUE O PMDB ESTEJA COLIGADO COM O PSB EM 2018", DIZ LIRA
João Paulo Fernandes05 julho 0 comentários


Lira comentou, à Rádio Arapuan, a decisão do governador Ricardo Coutinho em não se afastar do governo para disputa ao senado

O senador paraibano Raimundo Lira afirmou, nesta terça-feira (5), que o seu objetivo como líder do PMDB é de unir a bancada através da representatividade que conquistou. Ele salientou que ser clamado pelo partido o deixou com espirito de satisfação.
 Lira comentou, à Rádio Arapuan, a decisão do governador Ricardo Coutinho em não se afastar do governo para disputa ao senado em 2018, e reafirmou a parceria com Ricardo.
 “É importante destacar que sou aliado de Ricardo desde que cheguei no senado, nossa relação é de respeito recíproco. A decisão dele é para valer porquê ele é uma pessoa séria, ele não falaria isso se não tivesse convicção. Minha contate é que o PMDB esteja coligado com o PSB em 2018”, pontuou.
 Ele também falou sobre a ligação recebida do presidente Michel Temer, e revelou que não recebeu determinação alguma de atuação do Governo. “Não houve determinação do governo, mas recebi com muita satisfação os cumprimentos de temer, extremamente educado e cortes, essa ligação me deu muita satisfação”, disse.

Fonte: www.wscom.com.br

CÁSSIO ASSUME A PRESIDÊNCIA DO SENADO FEDERAL NESTA QUINTA-FEIRA
João Paulo Fernandes05 julho 0 comentários




O paraibano Cássio Cunha Lima (PSDB) irá assumir, nesta quinta-feira (6), a presidência do Senado Federal. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do senador. Esta é a segunda vez que o tucano, que é vice-presidente da Casa, assume posto.

O presidente Michel Temer (PMDB) viaja amanhã para a Europa, onde participará do G20, encontro que reúne as 19 maiores economias do mundo e a União Europeia. Na ausência de Temer, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deveria assumir a presidência, mas o deputado está com viagem marcada para a Argentina.

Assim, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), deverá assumir o comando do país e Cássio voltará ao mais alto posto da Casa.


Fonte: www.blogdogordinho,com.br

SOCIALISTAS NÃO ACREDITAM EM ROMPIMENTO DE LÍGIA COM RC E SUGEREM CANDIDATURA AO SENADO
João Paulo Fernandes05 julho 0 comentários


Avaliações são de que a vice deve se manter apoiando o governador e pode até encarar a disputa eleitoral do próximo ano

A decisão do governador Ricardo Coutinho (PSB) de se manter no cargo até o fim do mandato despertou curiosidade sobre o futuro da vice-governadora Lígia Feliciano (PDT), que tem se mantido calada após as declarações do gestor. Entre os socialistas, as avaliações são de que ela deve se manter apoiando Ricardo e até pode disputar uma vaga ao Senado nas eleições de 2018.

Para o líder do governo na Assembleia Legislativa da Paraíba, Lígia poderia ocupar um espaço em Brasília. “Eu acho que pode ir pro Senado. Tem espaço pra todo mundo. Para isso, ela não poderia mais assumir a titularidade do Governo”, salienta. Hervázio Bezerra descartou, contudo, que o futuro da vice possa estar no Tribunal de Contas do Estado (TCE) e lembrou que não há espaço no órgão no momento.
“Acho que essa possibilidade é igual a zero. Qual a vaga que teria no TCE? Não há ninguém para se aposentar. Qual a ingerência do governador para criar esta vaga?”, questionou. Sobre a possibilidade de criar o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) para abrigar a vice-governadora ele também desconsiderou: “Acho que o momento passou”.
Outro parlamentar que acredita na manutenção do apoio de Lígia Feliciano ao governador é o Adriano Galdino. O socialista descarta um rompimento e ainda avalia que ambos chegarão a um acordo. “Eu acredito que ela vai continuar junto com o governador. A governadora Lígia tem sido muito ética, muito correta com o governador Ricardo Coutinho e eu acho que eles vão encontrar uma solução conjunta”, pondera.

Fonte: www.blogdogordinho.com.br